Seguidores

2012/08/02

NRS Workboots

Depois de estourar com umas botas de neoprene em meio ano, decidi procurar o que de bom existia pelo mercado e entre botas de vadear de grande qualidade a boas de surf encontrei um fabricante de artigos para kayak que tem um grupo de botas mais técnicas, a americana NRS que de entre todos os modelos apresenta já a algum tempo as NRS Workboots.

As NRS Workboots são botas usadas por profissionais de kayak, por profissionais que operam em situações de salvamento/resgate assim como são as botas usadas pelos Navy SEAL's, especiais para todo o tipo de situação onde se requer aderência e total controle da situação.



Fabricadas em couro sintético que envolve uma meia de neoprene de 5mm, são quentes e confortáveis para todas as situações, principalmente dentro dos valores de temperatura que existem no no nosso pais, quer no verão quer no inverno são confortáveis, devendo apenas ser compensado com uma meia interior de neoprene mais fina ou mais grossa para cada situação.

De salientar que o neoprene usado nestas botas é o TERRAPRENE, uma alternativa ecológica ao neoprene normal que tem origem no petróleo, o TERRAPRENE é fabricado a partir de rochas, usando o carboneto de cálcio presente em algumas pedras, um dos minerais mais comuns na terra, sem petroleo, garantindo uma grande performance.

As botas têm ainda uma palminha de 7mm em neoprene para absorção de choque e uma sola desenhada para garantir a máxima aderência, com protecção da biqueira e do calcanhar para evitar golpes ou acidentes, além de proporcionarem um encaixe seguro do pé.

Por terem toda uma estrutura em couro sintético de alta resistência que espero lhe dê boa resistência para que resistam mais que as normais de neoprene que tinha anteriormente, pois o ambiente agreste das zonas rochosas é pouco amigo do calçado e como já referi as minhas anteriores botas estão cheias de rasgões causados por golpes de rochas ou mexilhão.

As botas têm ainda a particularidade de flutuarem ou seja em caso de queda à água não nos vão puxar para o fundo como acontece com a maior parte das botas de vadear.


Já foram testadas em areia e em pedra, em ambas as situações as botas satisfazem plenamente, em condições de aderência mais difíceis teve sempre um comportamento optimo mantendo a aderência em praticamente todas as situações.

Notei que para situações de pesca em areia podem acumular areia entre a bota e a meia interior de neoprene obrigando a uma lavagem correcta após a sua utilização, podendo não ser a escolha mais acertada até porque em areia as condições de aderência não exigem nada em especial!

Quanto a pescar na rocha nada a assinalar, aderência total sentindo-se apenas alguma perda de aderência em zonas de pedra polida com limo humido, situação que nem com sola de felto se consegue total aderência.

Foram testadas com temperaturas a rondar os 25º, com meia de neoprene interior e não se sente os pés quentes, pelo contrário, o conforto é total, e no fim da manhã estava perfeitamente confortável com elas, sem sentir que tinha os pés a assar.


Quem procura uma bota para situações rochosas, de grande desgaste esta é uma boa escolha, as botas tem uma óptima aderência na maior parte das condições notando-se apenas alguma perda de aderência nas zonas de pedra polida com limo altamente escorregadio que nem com sola de felto se consegue andar seguro sendo assim uma optima solução para substituir as solas de felto que começam a ser proibidas em alguns países por transportarem micro-organismos de local para local facilitando as contaminações.

Encomendei estas da Irlanda num representante on-line da NRS na Europa, foram rápidos a responder e após 4 dias tinha as botas em casa, quem estiver interessado é só consultar o site da NRS e procurar os vendedores que mais lhe convier!

Deixo em baixo algumas imagens para analise de cada pormenor destas NRS Workboots assim como um video promocional da marca!












5 comentários:

  1. Viva Armando,

    Como é que se portam as botas passado (quase) um ano?
    São muito pesadas, fazem cocegas, chutam grades... ?

    As storm será que valem os 40€ a mais?

    Abraço
    PA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pedro,

      As botas têm quase um ano e eu estou a preparar um artigo de revisão, continuam quase novas mesmo com o valente uso que têm tido, de facto são bastante resistentes, mas como disse vou colocar um artigo dentro em pouco a rever as NRS workboots.

      Não são nada pesadas, bem pelo contrário, de tudo o que vi e tive até agora, para o tipo de pesca que realizo, 99% em pedra, são excepcionais.

      As Storm não as experimentei mas estão um nível acima, a diferença de preço está a tecnologia incorporada, na sola hypergrip para além de flutuarem, por isso deve ter melhor aderência que as workboot que já têm uma óptima aderência, são já de um nível muito elevado!

      Eu estou muito satisfeito com as workboot.

      Um abraço.

      Eliminar
  2. okapa, vou aguardar pelo artigo! =)

    obrg!

    ResponderEliminar
  3. Bom dia Armando, ainda mantém a opinião sobre as botas? Estou a pensar em adquirir umas botas e estas que refere são uma opção.

    António Silva

    ResponderEliminar
  4. Boa Noite,

    Experimentei calçar este modelo e foi uma odisseia. Bem sei que estava sem meia de neoprene e não tinha humedecido o pé. Ainda assim não justifica tanta dificuldade em calçar um número bem maior que o meu.
    Prefiro botas com fecho lateral e sola com bicos como as minhas NBS. Pena terem sido descontinuadas.

    Att

    ResponderEliminar